Resenha: Para onde ela foi


Olá pessoal...
Eu estava ultimamente procurando um bom livro para ler e achei Para onde ela foi, que estava há séculos na minha estante, hoje eu vou fazer a resenha:
Gayle Forman mais uma vez se superou e me surpreendeu, o primeiro que livro que eu li foi Se eu ficar, que tem uma resenha aqui no Blog, as pessoas falaram bastante desse livro, por meses, ele virou filme... Eu também amei o livro, porém só vim ler esse ano, porque gosto de ler um livro quando ele já não é mais "modinha", com tamanha curiosidade sobre a continuação pouco comentada de Se eu ficar, eu li o mais rápido que pude Para onde ela foi, dessa vez a história é narrada por Adam.
O ladrão de corações, Adam Wilde agora é famoso e um astro do rock, queridinho, os paparazzis estão sempre atrás de uma foto do ídolo, Mia Hall parece ter ficado para trás, Adam não a vê há três anos e meio e isso deixa bem claro que aquilo não se passou de um romance de colegial.
A fama trouxe a Adam não só uma namorada bonita e famosa com tantos outros clichê, mas também trouxe a arrogância, agora Adam age como o garoto rebelde em frente às câmeras, quebrando gravadores e sendo rudes com os repórteres.
 Adam vive agora tão estressado com sua vidinha clichê, que sempre precisa se uma pílula ou um cigarro para voltar a si.
O que o magoa mais é o fato de Mia ter deixá-lo para trás, ele se sente como uma das pessoas naquele acidente de carro, agora morto para ela, não tinha mais notícias da ex namorada.
Depois de um surto com uma repórter, Adam tirou o dia de folga para andar pelas ruas de Nova Yorque, por ironia do destino, está havendo um concerto de Mia Hall, Adam não quer vê-la, mas quer escutar mais uma vez ela tocando. Mia o vê na plateias manda chamar no camarim, ambos surpresos, Mia decide mostras a Adam deus lugares secretos em Nova Iorque. Em uma aventura de 24 horas, os dois podem finalmente falar sobre os rumos que a vida tomaram, e por que Mia foi embora? Por que nunca mais deu notícias a Adam? O que aconteceu? 
Tudo gira como redemoinho na cabeça de Adam, ele está magoado com Mia, e talvez ela também esteja com ele, nada tinha sido esclarecido desde do acidente.
Na minha opinião, Gayle Forman conseguiu mais uma vez dar intensidade a um mesmo casal, geralmente livros com continuações merecem muita atenção para que não se torne monótono e Gayle Forman conseguiu com sucesso deixar a gente ainda mais apaixonada.
Apesar que eu sempre prefiro o começo de tudo, achei que a Mia passou mais intensidade no primeiro livro, talvez por ser uma personagem feminina. Gayle interpreta muito bem um personagem masculino e todo os sentimentos e ações que ele acompanha. Em algumas partes ele é bem insensível e duro o que me fez chamar ele de "IDIOTA" várias vezes, não que ele me ouvisse, mas devia saber que estava agindo como um.
Os capítulos do livro é dividido entre as estrofes da música da banda de Adam, o que é legal, porque são todas baseadas na história de Adam e Mia, e todas foram compostas por ele. Além de ótimo escritora, Gayle mostrou seu lado de compositora que me fez ficar ainda mais apaixonada.
Achei o Adam meio desligado da história, perdido, sem rumo na vida, cheguei há alguns momentos odia-lo, indeciso, sempre em cima do muro, principalmente quando o assunto era a Mia e seu passado, muitas vezes, ele passou o livro inteiro sentindo pena de si mesmo.
A fama tinha subido em sua cabeça e ele não era o garoto romântico do primeiro livro, era só mais uma estrela rebelde e mimada, ao mesmo tempo ele mostra o lado dele que Mia sempre mexeu.
De uma nota de 1 a 5: 3,0

Nenhum comentário:

Postar um comentário