Vergonha de Vlogar

 

 confesso que sempre tive muita vontade de fazer um canal no YouTube e falar sobre minhas coisas, minhas loucuras e tudo que eu passo, coisas que me faz rir quando estou contando a alguém e já tentei fazer isso, mais de uma vez, mas sempre que colocava o vídeo, eu ficava: Alguém vai ver, e essa pessoa vai fazer um baita cyberbullying comigo, mas ultimamente fazendo novos planos para 2017, vi que não devo ter medo de fazer algo que eu tenho vontade, pense bem... São nossos desejos e quando deixamos eles de lado, ou para amanhã, estaremos mais velhos, mais cansados e ai que não iremos fazer nada mesmo.
   A minha ideia de canal é falar sobre tudo que mais adoro: livros e séries. Eu não vou ser uma daquelas garotas que dá tutorial de maquiagem, embora eu quisesse muito, porque não sei maquiar nem a mim mesma, então seria um desastre, e eu nunca trocaria dinheiro de livros para comprar mil produtos de maquiagens para fazer videos, mas respeito e admiro que faz e consegue deixar um rosto impecável, aliais até assisto, só sei que não é a minha área.
   Para isso, vou começar de novo e tentar deixar o medo de lado, quero o máximo de apoio e se você poder dar será muito importante, mas não era só sobre isso que eu queria falar nesse post. Queria falar com nós, meninas e meninos de 12 a infinita idade que temos vergonhas.
    Até que ponto podemos nos esconder porque sentimos vergonha, eu confesso, sou um posso de vergonha de tudo em mim e de tudo o que eu faço, mas não queria que as coisas fossem assim, chega momentos que quero dançar pela rua, mas a vergonha não deixa.
    Se você tem algo para fazer, não deixe isso para outro dia,  não adie nada, porque vergonha nós impede de ser feliz e de fazermos aquilo que gostamos, a vergonha faz com as pessoas escutem mais opiniões que elogios por algo que ela nem fez por medo.
   Pois eu digo logo, todo mundo tem medo, eu morro e medo de rato, cobra, palhaço e publico, mas vi um rato e não surtei, assisti um circo e não gritei, vou gravar videos para um publico que quase sempre vai me destruir e a cobra até agora não apareceu, mas eu quero enfrentar, isso não se chama "A garota", mas chama "superação".

Nenhum comentário:

Postar um comentário