A lições mais importantes de As vantagens de ser invisível

    Acho que sou suspeita a falar sobre tudo do meu filme favorito, nem me lembro quantas vezes eu mencionei ele em vários posts, não importa do que eu vou falar eu sempre vou citar AVDSI aqui, por que? Porque eu tenho vários motivos para amar e o filme/livro várias lições para ensinar, e vou deixar algumas aqui.

Algumas pessoas estão sempre sozinha, muitas vezes não por opção


Sempre vai ter aquele pessoa que vai ficar mais afastada do grupo de amigos, mais quieta, eu sou essa pessoa, mas isso não significa que ela não quer que você vá lá e diga: Oi, como vai?

Deixar as pessoas fazerem o que quiser nem sempre é uma boa escolha.


   Quando deixamos alguém fazer algo nas nossas vidas, achamos que somos bonzinhos, por não dizer nada, não interferir em nada, mas isso atrapalha nossa vida.
"Não pode colocar a vida das pessoas na frente da sua e achar que isso é amor". - Sam.

Temos que deixar os medo de ser ridículo de lado e fazer o que quiser sem ter medo disso.

   Como a dança epica da Sam e Patrick, mereciam um prêmio mais que grande, olha que linda a Emma. <3

Sorrir sempre.

   Os personagens adoram fazer piadas com eles mesmos, como o Patrick que disse que se quisessem poderiam chamar ele de Nada, mas claro que depois de um tempo a brincadeira ficou chata e acabou se tornando Bullying.

Amores não correspondidos sempre vão existir, mas você tem a opção de lutar por ele.
   Charlie é simplesmente apaixonado pela melhor amiga que namora um cara da faculdade esnobe e que não liga nem um pouco para Sam, ta aí a famosa frase de: Aceitamos o amor que achamos merecer.

Todo mundo tem um trauma, uma magoa de infância que reflete no que você é hoje.
   Um dos principais questionamentos é qual é o problema de Charlie, quando estudam a fundo toda a sua personalidade, descobre que ele carrega um trauma muito chocante, acho que mesmo que pense que não, todos têm um trauma escondido.

Nós somos infinitos


   Acho que todos nós devíamos nos sentir infinitos pelo menos uma vez na vida, com uma musica certa, com algo que faz você se lembrar que somos infinitos.




Nenhum comentário:

Postar um comentário