O Natal não deveria ser triste.

 

    Acho que pelo menos 60% das pessoas que convivo odeia o natal, mas como assim? Bom, sabe aquela coisa de cidade pequena e cultura? Aqui quase ninguém reúne a família em casa com trocas de presentas, músicas legais e calmas, árvore e luzes lindas. Ou seja, aquela ideia de natal perfeito quase não existe, mas por que odiar o natal?
      Eu não sei! Na verdade, sou fã do natal, sou fã das luzes, da calmaria, das músicas que quase ninguém gosta, eu passaria o ano inteiro ouvindo, sou fã da família, mas isso não aconteceu esse ano, as luzes de natal nem foram acesas e todos estava reclamando que odiava o natal, o natal era triste e coisas do tipo, mesmo sem as luzes, os presentes, eu amo o natal. O natal significa que você sobreviveu o ano inteiro, além de ser o aniversário de Jesus, só ele sabe o quanto foi difícil passar pelo o que você passou, e você está aqui. Então, natal também é reconhecimento da sua coragem.
      O natal não deveria ser ruim, natal deveria ser como abrir um pacote que você espera pelo correio há semanas, deveria ser como soprar velas em cima de um bolo, como uma música que contagia, natal... No fim natal, é alegria, natal é a época mágica onde as pessoas acreditam em bondade, onde elas se abraçam, sim, elas passam o ano inteiro esperando um abraço e acham que só nessa época é apropriado, natal aproxima as pessoas.
       Então se está longe da sua família, ligue agora, fale com todo mundo, faça uma chamada de vídeo se preferir, mas não deixe esse dia passar em branco, seja por rancor, por uma magoa, seja por tristeza ou contentamento em ficar sozinho, não chore, natal é legal, você vai descobrir um dia, se você estiver na mesma casa que sua família, corra agora e abrace eles, porque difícil dizer, mas o natal de todo mundo na terra é contado, a gente nunca sabe qual será o último de quem amamos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário