Você me faz se sentir com 12 de novo.


        Você me lembra chuva, o calçamento molhado, você me lembra chá quente, de hortelã com biscoitos acompanhando, você me lembra que gosto de olhar estrelas, até mesmo quando não estava apaixonada, você me lembra que adoro flores, mas não entendo nada. Você me lembra quando eu tinha doze e a vida era menos preocupada, me lembra que eu te observava e já sentia algo, eu queria ser de alguém que não fosse meus pais e ainda nem tinha idade para saber se isso era possível.
        Eu queria pegar na sua mão, eu queria sentar do seu lado, eu queria te contar meus planos, rir do passado, revirar memórias e ter você do meu lado, porque você me lembra chuva, sorvete e sopa, você me lembra uma música que ainda não foi feita, você me lembra que eu sou mais do que vejo no espelho, você me lembra que sou uma garota, que sou pequena, que sou infinita. Você me lembra que sou amada, mesmo não me amando. Sei que não posso insistir, você não gosta de mim, não do jeito como gosto de você.
       Você me lembra como é ter 12 e não poder comprar a boneca que quero, porque minha mãe não tem dinheiro ou acha que não é necessário na minha vida, você me lembra como é me trancar dentro de casa por estar de castigo, por uma nota baixa, por alguma coisa absurda. Você me lembra como é ter 12 e ser excluída da educação física, você me lembra de como as meninas falavam mal de mim, sussurravam ou diziam na minha cara, ainda não sei o que dói mais, você me lembra meu pai bêbado e caído ao chão, você me lembra minha primeira queda no parque, me lembra minha primeira vez no dentista.
         Ainda assim, de tudo ruim que me lembra, quero você. Quero te contar sobre meu dia, mas você não quer ouvir, quero ser sua amiga, mas você não está afim, quero ser a engraçada, mas você não me deixa fazer piadas, quero ser a inteligente, mas você odeia biologia e história, quero que saiba que sou apaixonada por estrelas, mas você as ignoras, quero que saiba que amo indie, ma você já diz que não vai ouvir, é estranho e você não curte. Mas, ela curte. Você curte ela, ela e veste diferente de mim, ela tem muito mais a mostrar, certo? Ela é mais engraçada, eu acho, ela tem mais amigas que ajudam quando sua unha quebra, ela é mais feminina, ela tem mais elegância, ela é linda.
         Você me faz lembrar quando eu tinha 12 anos, aquela garota que me odiava na escola, que falava de mim pelas costas, espalhava boatos e pegava o garoto, você me fazer ter 12 anos de novo, é dor, é tristeza... por erros que ainda nem entendo como cometi, você me faz ter doze anos de novo e ver a chuva pela janela, ver você e ela.

Nenhum comentário:

Postar um comentário