Você nunca esteve (realmente) aqui.



   Já era bem tarde quando eu soube de você, já era de noite e eu não queria me entregar a uma melodia melancólica e então uma playlist perfeita apareceu, eu ouvi com calma, meu café esfriou em cima da mesa, os biscoitos que deixei lá estavam agora murchos, deixei algumas flores morrerem, mas querido, não foi por mal. Olhei as gotas escorrerem pela janela, não chorei, não consegui, repassei suas noticias de novo pelo meu celular, mas não acreditava que pudesse ser você.
     Onde foi que nos perdemos? Tudo parecia tão bem hoje e hoje estamos em uma trama adolescente sem solução, sem capítulo final, sem fãs, sem nem mesmo um beijo do casal favorito que devíamos ser para as outras pessoas, também não sei onde elas estão, acho que tudo só aconteceu dentro de mim, a chuva que caiu veio como encomenda, ela sempre vem quando alguém precisa de conforto. Oh meu Deus, já é quase três da manhã e estou aqui divagando, tudo que me liga a você parece tão certo, tão inocente, tão perigoso, tão confuso.
     Coitada da pobre moça, se culpa por tudo até pelos seus atos irresponsáveis, como se ela já não tivesse mais nada para se preocupar, sua mente infantil a deixa triste, mas ela não chora, ela já disse antes, não vai fazer isso, o céu já derrama lágrimas de mais, ela foi abandonada sozinha em uma trilha quase perfeita de filme que deu errado, faliu antes mesmo de começar as filmagens perfeitas.
      E então ela deixa de lado a playlist, corre pelas suas, não sabe ela que no mundo tem outras bilhões de pessoas, uma perfeita passa por ela, outra perfeita passa, pobre garota tão cega, e então ela corre mais do que nunca porque o errado parece está te deixando sozinha, ela não aceita isso, não pode ficar sozinha, mas querida, quando você vai aprender? Nascemos sozinhos, morremos sozinhos e no mundo terá milhões de pessoas que realmente sonha com você, aquela pessoa que você está correndo atrás... Apenas deixe ela ir, talvez ela tenha ouvido isso, porque ela parou no meio da multidão, a chuva ainda caia e ela nem sequer tinha um guarda-chuva, ninguém ligou, todo mundo continuou nadando e aquela pessoa errada ficou cada vez mais longe, ela sorriu por uma última vez e entendeu que era o certo a fazer, se abraçou e decidiu amar a si mesma, depois aos outros, então quando ele já parecia longe de mais para ser alcançado, ela entendeu, entendeu de uma vez por todas, nunca foi dela, por isso nunca podia ser segurado, com um pouco de dificuldade ela lembrou da sua música favorita que tinha tocado naquele dia e entendeu que ela tinha sua novela, tinha os personagens, e que aquele era o último capitulo, não foi perfeito, mas ela superou e anos depois escreveu uma nova novela e... Como foi perfeita, no fundo é isso, temos que dar adeus a algumas coisas se quisermos ver coisas melhores, muito melhores, uma trilha perfeita, uma passagem perfeita e tudo começa a acontecer, mas de uma forma certa e surpreendente.

Nenhum comentário:

Postar um comentário