As desculpas (manipulações) do garoto de olhos verdes.


   Não adianta culpar o céu pelas suas escolhas, nublado ou sol, nunca foi desculpas para você. Não adianta culpar todas as meninas que passaram pela sua vida, afinal, você deveria ter controle sob suas ações. Não adianta vir culpar sua família, eles te deram a melhor educação que puderam, e por favor, não adianta me culpar, dizendo que eu que não dou as oportunidades de você fazer a minha a sua felicidade, não adianta dizer que eu que complico tudo se é você que coloca mais incógnitas do que nosso cálculo suporta.
      Não adianta vir me procurar depois com mentira bonitinhas, olhos caídos e elogios furados, eu sei bem com quantas você fez isso, não adianta achar que vai ter mais textos para você, porque eu estou fechando a mala e você não merece ser imortalizado. Não adianta me fazer pensar no que poderia ser diferente, porque as coisas foram exatamente resultado de suas ações. Você é egoísta querido, você é egocêntrico, você some e espera que as pessoas sempre sintam sua falta como se você fosse o ser humano mais importante da face da terra e de fato, você deve ser, para alguém, para alguma delas, para mim um dia, mas não adianta ficar quando o outro não quer.
      Não preciso de ninguém que não queira ficar e você nunca quis, não adianta fazer discurso, enviar mil textos para você, te bloquear, todo dia dói menos, amanhã já não vai doer quase nada, porque aqui está tudo o que eu queria te dizer: Primeiro, você me fez acreditar que amor doía, que eu não deveria me importar com a dor, porque você machucava e curava ao mesmo tempo, na verdade, era eu quem me curava toda vez.
      Depois você me fez acreditar que meus amigos estavam errados e que eu só precisava de você, caramba, isso foi muito longe, apenas os deixe em paz, assim como eu, eles nunca mais querem cruzar com alguém como você. Depois, você me fez acreditar que eu era exagerada demais, que eu deveria ser menos piadista, ficar mais comportada, ser mais quieta e deixar você ditar os passos que a gente deveria seguir, porque você não gostava de garotas mandonas.
        E então, você me fez se calar, porque eu te interrompi no meio de uma de suas histórias, e eu ainda pedi desculpas. Então, a lição mais importante disso é que por mais que eu esteja agora perdidinha da vida, com o cabelo rosa desbotado, uma franja torta cortada em um momento de surto, eu tenho pena é de você. Você tentou tirar meus amigos, minha auto estima, minha confiança, me mandou não te interromper quando você falasse e dizia também como eu deveria me vestir, como eu poderia fazer seu estilo, como eu poderia te encontrar e que horas, mas você não conseguiu me tirar de mim, só me afastou por um tempo, e então eu voltei e vi que merecia mais do que esse clichê meia boca que você tava jogando para cima.
       Eu recuperei meus amigos, eu recuperei minha dignidade, minha grandiosidade e te mandei embora da minha vida, depois dos meus textos, então das minhas músicas e da minha rotina, e embora eu não possa evitar de ter ver, pelas circunstâncias da cidade, ninguém nunca mais vai me quebrar e me manipular do jeito que você tentou fazer.
Espero que seja mais gentil com a(s) próxima(s) garota(s) da sua vida baby boy.

Nenhum comentário:

Postar um comentário