Nostalgia

     Os dias nublados lhe traziam nostalgias das tardes e noites de sábado com os amigos, muitas vezes mais velhos ou mais novos, quase ninguém da sua idade. Das músicas que ela odiava, reclamava e fazia careta, e que hoje coloca novamente para tocar só para poder ser levada de novo para lá, uma rápida imagem seria o suficiente.
    As lágrimas embaraçam sua visão quando tenta forçar um sorriso e dizer: "Está tudo bem, obrigada", quando a cada dia mais ela odeia o tempo. As tardes de chuva, ela escondida em barraquinhas feitas de lençóis, com delicioso chocolate quente. Lembra das risadas altas que reclamava por a fazerem ficar louca e hoje implora para que alguém repita aquilo. As brincadeiras idiotas veem como um rápido reflexo na sua frente e tudo o que ela quer fazer é brincar novamente.
   Lembra que tudo acaba e o tempo parece te desgastar, te transformar, as pessoas parecem aceitar bem o tempo, ela não.
    Se pudesse o congelaria ali...
Ouvir as gargalhadas, ver novamente as brincadeiras e sentir o cheiro de terra molhada em cada dia de domingo. Se sentir livre e presa a algo que realmente valha a pena sua atenção. Algo bom que a faz fechar os olhos e correr novamente como uma criança.
 As vezes se rende a ele, vive, porque sabe que é o mais inteligente a ser feito, mas sente como se todos os dias se perdesse ou perdesse uma das suas mais valiosas memorias, não deveria ser assim.
   Ela já se esqueceu de muita coisa, veja só... Não é mais aquela garotinha, aquela que corria e se sujava de lama como um garoto, mas ela ainda se lembra daquelas tardes de sábado, olha aquelas fotos e deixa mais uma vez o som ecoar em si, quando se dá conta logo está perdida novamente em si, porque é tão profunda que tem medo de se afogar, ela apenas se salva, ela para. Não sei se isso é o certo a fazer, mas ela sabe.
   Sorri mais uma vez ao olhar tudo aquilo guardado, os abraça com carinho e jura guardar aquilo para sempre, depois de mais uma olhada, o coração apertado, os olhos com lágrimas, ela faz a coisa mais inteligente que poderia fazer agora... Seguir em frente.


Nenhum comentário:

Postar um comentário