Demora... Mas, provavelmente, acontece.



 Um dia desses li um livro de cronicas lindas, da Martha Medeiros, que virou uma das minhas escritoras favoritas, nele tinha uma cronica sobre esperarmos e planejarmos o amor perfeito, aqueles de princesa da Disney, Martha defendeu que o nosso amor será todo errado, que vai nos desafiar a fazer coisas que não estavam planejadas, aquele amor certinho, nosso amor, iria para a porta da pessoa que despreza amores.
    Concordo, isso me fez lembrar do meu livro favorito, as vantagens de ser invisível, onde Charlie pergunta por que as pessoas legais, escolhem as pessoas erradas para namorarem? Aceitamos o amor que achamos receber. Logo depois Charlie diz: Podemos fazer elas perceberem que merecem mais?
   Como podemos fazer isso? Se nós nem ao menos sabemos receber amor, se nós só damos para as pessoas erradas? Pessoas que vão desprezar aquilo como se fosse um lixo não reciclável, todo amor deveria ser reciproco, mas não é e então lá vamos nós para os corações partidos.
    Garotas legais ou garotos- quase- sempre vão se apaixonar por alguém que está comprando flores, cantando e sorrindo para uma pessoa que acha aquilo tudo muito ridículo, enquanto o que você mais queria era ser o motivo desses sorrisos, dessas canções. Pois, digo logo, sabe esse amor que você ta suspirando? É aquele amor que a Martha disse que bateria na porta de uma pessoa, e você diz logo não aceitar outro, não aceitar aquele errado que ela prometeu que viria, mas ele vai vir, você vai está tão cega pelo amor alheio que não vai perceber, mas o errado vai vir e dai ele irá ser o certo algum dia, ou não, se não for é só continuar procurando e tudo parece resolvido.
   Sabe aquele mesmo príncipe encantado? Você pode até ficar com ele um dia, mas valerá a pena como valia quando era adolescente? Amor só é amor com frio na barriga, com arrepios, com sorrisos bobos, com conversas de madrugada e com corações incansáveis, eu sei, pareceu bobo agora, mas não se preocupe amor é isso também.
    Então, não se preocupe muito sobre quem vai ser o certo ou o errado, porque quando ele vier, você vai saber que ele é o certo, você vai sentir tudo e vai gostar disso, e aquele amor platônico que você suspirou por vários anos, vai se tornar apenas alguém que você conheceu.
   Só não esqueça: As vezes merecemos mais amor que achamos merecer.

Nenhum comentário:

Postar um comentário