Resenha: A Rainha Vermelha.

Foto não autoral.

      A Rainha vermelha foi lançado em 2015, é um livro de fantasia e romance, A história se passa em um reino onde as pessoas são divididas em dois grupos: Prateados, a elite, os que têm poderes sobrenaturais, como mexer com mentes, controlar coisas e mais outros incríveis, e os vermelhos, que são a maioria que trabalham para os prateados, que sustentam seus luxos e são forçados à irem para a Guerra com dezoito anos.
      Mare Barrow é uma adolescente vermelha que está acostumada com a vida dura, para ajudar no sustento da família, ela comete pequenos furtos, que não agrada sua família, seus irmãos mais velhos, foram para a guerra quando deu a idade e isso seria inevitável para ela e seu melhor amigo Kilorn Warren. 
      Mas, em um noite conturbada na sua casa, Mare sai para fazer algum furto e o garoto que tenta furtar acaba muito interessado na sua vida, no dia seguinte ela é convocada para trabalhar no palácio como criada, nesse mesmo dia estava havendo a seleção de uma noiva para o Príncipe herdeiro Cal, que por ironia do destino foi o mesmo garota que ela tentou furtar na noite anterior.
        No meio da arena, como todos os olhos para lá, Mare tem sua vida posta em risco e acaba demonstrando poderes que ninguém esperava de uma vermelha, mas como explicar esses poderes, sendo que só prateados podem fazer isso? Mare recebe a oportunidade de salvar sua família, mas em troca tem que viver uma vida que não é sua, se afundar em mentiras, sofrer decepções, enquanto um grupo de rebeldes se levantam contra o reino e sua forma desigual de governo.
        O livro ganhou sua continuação que se chama Espada de Vidro e o terceiro deve sair em breve. Além do mais, a história de Victoria Aveyard está sendo adaptada para os cinemas, algumas influências podem ser perceptivas, como Jogos Vorazes ou Percy Jackson, porém a autora não afirmou se esses foram seus pontos de referências. Assim, a Rainha vermelha é um livro único e maravilhoso que te prende do começo ao fim, imprevisível e "eletrizante".
Classificação: 5 estrelas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário