GRL PWR: 6 personagens que fizeram uma revolução nos livros/filmes.



1- Hermione Granger
      A saga mais famosa do mundo, Harry Potter trouxe uma atenção especial para o poder feminino, visto que Hermione foi de grande importância em todas as fases, além disso, foi a partir daí que muitas meninas souberam que também poderiam ser heroínas, talvez isso tenha inspirado Emma também. Hoje ela é porta voz da campanha He for She, um "movimento" feminista da ONU.

2- Katniss Everdeen
        O poder de K se revela logo nos primeiros minutos de filme, a garota sempre faz de tudo para sustentar a mãe e a irmã mais nova, até se voluntariar em um jogo mortal. Katnisss é um forte símbolo de poder dentro das telas e livros, com um arco e uma flecha, foi capaz de começar uma revolução que mudaria tudo para sempre.

3- Tris
     Em um ato de coragem, Triz mostrou-se a mais real de todas, logo no começo, era a mais fraca e teve que trabalhar mais do que todos, mas nunca desistiu, logo também liderou uma revolução e que teve grande importância para os "diferentes", ou divergentes, ganhasse aos poucos o seu espaço dentro da sociedade.

4-Mare Barrow
Apesar de ainda não ter um rosto para as telas, A Rainha Vermelha conquistou muitos com uma história envolvente e cheia de ação com uma menina nada medrosa. Uma garota que no começo era apenas mais uma e no decorrer da história descobriu poderes incríveis de controlar raios, começando uma revolução contra o poder daqueles que estão acima de si, daqueles que querem mandar no seu povo e aumentar as diferenças.

5- Peregrina
      Do filme A hospedeira, a Peregrina, como é chamada, é um exemplo de GRL PWR, não só ela, mas também Melanie, o corpo de quem ela se apossou. A história é: A terra foi invadida por alienígenas, cada um se apossou de um corpo humano, entretanto, ainda há humanos fugindo e lutando, Mel era uma delas, mas ao ser pega, implantam a Peregrina nela, que ao invés de ajudar a força do mal, segue ao lado dos humanos, com a voz de Mel ainda na sua cabeça.

6- America Singer
Apesar de ainda também não ter um rosto para as telas, América de A Seleção foi uma garota de extrema força, o que seria um livro sobre princesas, príncipes e bailes, revelou um tal poder feminino que inspirou milhares de meninas. A luta de Meri contra ataques rebeldes, mentiras e traição mostra que, às vezes ser princesa é mais do que vestidos, é saber colocar a armadura quando necessário.


Nenhum comentário:

Postar um comentário